O que faz da ressonância magnética um dos mais importantes exames?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

RM1

A ressonância magnética é um importante exame de diagnóstico por imagem que retrata os órgãos em alta definição através de um campo magnético. Ao contrário de que muitos pensam, não é utilizada radiação, mas uma vez que o aparelho tem um potente campo magnético, é preciso tomar bastante cuidado com para não usar durante o procedimento maquiagem, joias, objetos metálicos, etc. O equipamento é utilizado durante  o exame trabalha com campo magnético sob a concomitante irradiação de ondas de rádio com uma faixa de frequência megahertz (MHz), o que permite que sejam feitas imagens detalhas e completas dos órgãos do corpo. A ressonância magnética não é prejudicial a saúde ou causa alguma dor.

Ao longo do exame, o paciente entra em um tubo e permanece imóvel até que as imagens sejam geradas. Assim, através dessas imagens o médico consegue visualizar perfeitamente o corpo inteiro internamente e, por conta disso,  consegue oferecer um bom diagnóstico do que está acontecendo com a saúde daquele paciente. O mais interessante é que através dessas imagens o paciente é examinado precisamente sem que haja necessidade de intervenção cirúrgica ou algo muito invasivo. Ele é responsável por oferecer o diagnóstico de escleroses, derrames, tumores, tendinites e infecções no cérebro ou na medula espinhal, etc.  Além disso, a ressonância magnética também é muito utilizada para realizar análises de complicações como o de ligamentos rompidos ou lesões, tumores, entre outros.

Esse exame só é realizado quando necessário, já que não se encaixa de um exame de rotina que fazemos todos os anos. Por isso, se o médico indicar a ressonância magnética não deixe de fazer, pois é um exame que traz um diagnóstico muito preciso sobre todo o corpo. Em caso de dúvidas, fique de olho aqui no blog.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×