Como é o exame de densitometria óssea?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Assim como muitos exames, o diagnóstico é essencial para que o médico saiba tudo que está acontecendo com a saúde de seu paciente e consiga indicar o melhor tratamento em caso de diagnosticar uma doença. Hoje iremos falar sobre a densitometria óssea, que é um importante exame que consegue diagnosticar a osteoporose, osteopenia e outros tipos de doença dos ossos. Assim, esse procedimento consegue detectar a redução de massa óssea, sendo um método moderno e proporcionando resultados favoráveis sobre a densidade mineral dos ossos de acordo com a idade e o sexo. O exame de densitometria óssea utiliza aparelhos sofisticados para examinar a coluna lombar, o terço distal do radio e a região proximal do fêmur.

O paciente é avaliado por meio destas partes ósseas, pois elas apresentam maiores riscos de fraturas. O exame é realizado em um curto tempo de no máximo 5 minutos, onde a exposição à radiação é muito menor do que o exame de radiografia torácica. Com objetivo de identificar problemas ósseos, o exame indica exatamente a probabilidade de sofrer fraturas ou de desencadear uma osteoporose. O exame não exige nenhum tipo de jejum ou preparação prévia. E podem ser realizados em crianças, adolescentes e adultos conforme a orientação e pedido médico. Porém é preciso apresentar aspectos clínicos que somente o médico pode avaliar e sugerir o exame. O procedimento é contraindicado para mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez, obesidade grave, pessoas que usam prótese ou realizaram exames com contraste de bário ou iodo. Desta forma, não precisa ter medo do exame quando ele é feito por uma clínica de diagnósticos com experiência na área. Se você está procurando uma clinica, entre em contato conosco da Scan Diagnósticos.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×