Como é uma ressonância magnética?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Muito utilizada para fazer diagnósticos por imagem de diversas doenças e lesões, o exame de ressonância magnética (RM) reproduz imagens precisas em alta definição e tridimensionais de órgãos e tecidos do corpo humano, com a grande vantagem de não submeter o paciente a radiação, como acontece com os exames raios X, pois utiliza um campo magnético para gerar as imagens. Para quem não sabe, uma máquina de ressonância magnética tem um grande ímã que interage com nosso corpo por meio de campos magnéticos e pulsos de radiofrequência. Assim, cria imagens em alta definição em três planos: horizontal, vertical e com o corpo dividido em camadas. Até por não emitir radiação e ser bem completo, o exame tem um custo relativamente alto.

O diagnóstico através do uso de RM é aplicado principalmente para diagnosticar ou acompanhar a evolução de quadros clínicos diversos como, por exemplo: esclerose múltipla; tumores cerebrais e glândula pituitária; derrames em estágios iniciais; infecções nas articulações, medula espinhal e cérebro; lesões musculares; inflações de tecidos diversos; visualizar o rompimento de ligamentos do tornozelo, pulso e joelho; avaliação de massas macias no corpo, cistos, hérnias de disco na coluna e tumores ósseos; entre outros.

Até pouco tempo atrás, pacientes com marca-passos de modelos mais antigos e cardiodesfibriladores implantáveis não podiam ser submetidos ao diagnóstico por meio da ressonância magnética. Porém, devido ao avanço das tecnologias neste departamento, pacientes que portam modelos considerados condicionais, exames com duração de no máximo 30 minutos, já estão sendo realizados. De modo geral,  a máquina de  ressonância magnética 

Para a pesquisa e análise de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e cardíacas. O teste pode diagnosticar, para ter ideia, esclerose múltipla, câncer, infartos, fraturas e até infecções. Para que ele seja efetivo, não deixe de procurar uma boa clinica para o melhor diagnostico!


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×